No ano de 1998, houve a privatização do setor de telecomunicações do Brasil. As empresas que adquiriram as concessões tinham a missão de levar a telefonia a todos os cantões do país e isso, demandou um alto investimento. O mercado de telecomunicações foi um dos primeiros a apresentar uma aplicação consolidada de proteção contra surtos, principalmente nas linhas telefônicas, sendo que a homologação dos dispositivos de proteção era compulsória. A ANATEL foi instituída como agência reguladora e responsável pela homologação de todos os DPS a serem aplicados nas redes. A CLAMPER, com pioneirismo, know-how e visão de mercado, desenvolveu modelos de Dispositivos de Proteção contra Surtos para aplicação em linhas telefônicas, ISDN, entre outros. Logo em seguida, em 2000, conseguiu obter a certificação de seus dispositivos. Este foi o nascimento da família de Módulos Protetores CLAMPER, com mais de 20 modelos de DPS, todos certificados e homologados pela ANATEL.