Youtube Twitter Facebook
Descrio Loja
Vitrine Blog
    10 maio/17
    DPS em Goiânia – CLAMPER é a especialista em DPS do 8° CINASE

    Líder de mercado e referência no desenvolvimento e fabricação de Dispositivos de Proteção contra Surtos, a Clamper participa, nesta quarta(10) e quinta(11), do Circuito Nacional do Setor Elétrico (CINASE), etapa de Goiânia-MG. O congresso, que já faz parte da agenda do setor elétrico nacional, chega à capital goiana para apresentar o que há de melhor em tecnologia e soluções inovadoras para o setor. Quando o assunto é DPS, o pioneirismo e a qualidade da CLAMPER são sempre destaques.

    Nas primeiras horas do CINASE Goiânia, o estande da CLAMPER já apresentou um movimento intenso, atendendo às dúvidas e questionamentos de eletricistas, montadores de painéis, engenheiros, empresários, revendedores e muito mais. Os assuntos mais citados no dia foram: proteção para sistemas fotovoltaicos e proteção para sistemas de iluminação LED. De pronto, a CLAMPER apresentou seus DPS desenvolvidos para cada tópico: CLAMPER Solar e CLAMPER Light, respectivamente.

    Quer conhecer de perto os produtos CLAMPER? Faça uma visita ao estande do CINASE e conheça as melhores soluções para proteção contra raios e surtos elétricos. Para cada tipo de aparelho eletroeletrônico, a fabricante mineira de 25 anos de trajetória possui modelos específicos de DPS, o que a credencia como a empresa especialista em DPS do VIII Circuito Nacional do Setor Elétrico.

     

    0
    20 mar/17
    Aparelhos queimados por raios – Compreenda o perigo dos surtos elétricos

    Certamente você já ouviu falar que os raios em tempestades podem provocar a queima de aparelhos elétricos e eletrônicos. Mas, por que isso acontece? Conheça um pouco mais sobre o comportamento dos raios e saiba como evitar grandes perdas com as suas consequências.

    Aparelhos queimados por raios - Compreenda o perigo dos surtos elétricos

    Aparelhos queimados por raios – Compreenda o perigo dos surtos elétricos

    O raio é uma descarga elétrica de grande intensidade que ocorre entre as nuvens ou entre nuvem e solo. Representa perigo para as pessoas, edificações e equipamentos. Em média, de 50 a 100 descargas elétricas atingem o planeta terra a cada segundo. O Brasil é o campeão mundial de incidência de raios, registrando de 50 a 70 milhões de descargas atmosféricas por ano.

    O raio pode atingir diretamente a rede elétrica, telefônica, de tv e  internet causando um grande surto que é conduzido com toda a sua potência ao longo das redes transmissoras, e, sem a correta proteção, causa a queima dos mais diversos equipamentos eletrônicos conectados a elas.

    Quando um raio cai a certa distância da rede elétrica, ele gera um campo eletromagnético que atinge a rede. O surto causado por este campo é conduzido pela rede elétrica a uma distância de até 5km do local de origem.

    Em prédios com pára-raios, as pessoas e edifícios estão livres dos danos, Mas seus bens eletroeletrônicos correm ainda mais perigo. Isto ocorre porque, quando um raio é levado para o solo, ele gera uma onda eletromagnética e ela gera surtos elétricos.

    Quando um surto elétrico causado por um raio acontece, a tensão da rede pode se elevar a mais de cinco mil volts. Sem a proteção de um DPS, Dispositivos de Proteção contra Surtos, os equipamentos podem ser  seriamente danificados e até mesmo queimados instantaneamente.

    Agora que você já sabe os danos e prejuízos que os raios podem causar aos equipamentos que são tão importantes para o seu dia-a-dia, não vai querer contar apenas com a sorte, não é mesmo?

    Para proteção de seus eletroeletrônicos contra queimas causadas por raios e surtos elétricos, conte com a Clamper. Referência brasileira na pesquisa, desenvolvimento e fabricação de DPS.

    COMPRAR DPS

    A Clamper fabrica Dispositivos de Proteção contra Surtos para os mais diversos tipos de aplicações. Acesse www.clamper.com.br e conheça os nossos produtos.

    0
    15 fev/17
    As 10 cidades mais atingidas por raios no estado de Goiás

    A incidência direta ou indireta de raios é um dos principais causadores de queimas em equipamentos eletroeletrônicos residenciais, comerciais e industriais. O Brasil é atingido por aproximadamente 60 milhões de raios a cada ano, sofrendo prejuízos que chegam a R$500 milhões, principalmente no setor elétrico.

    Você sabe quais são as cidades onde mais caem raios no estado de Goiás? Confira o mapa abaixo, produzido pela Clamper, com base nos dados gerados pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT)  do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

    O Ranking de Cidades informado no Mapa tem como critério principal a densidade de descargas por quilômetro quadrado a cada ano. Veja o Top 10 das cidades que são mais atingidas por raios em Goiás, com as respectivas informações apuradas pelo ELAT:

    Fonte: ELAT /INPE - Apuração: 15/02/2017

    Fonte: ELAT /INPE – Consulta: 15/02/2017

    COMO PROTEGER?
    Sistemas de Proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) são essenciais para garantir a integridade de estruturas como edificações comerciais/residenciais e também a segurança das pessoas e animais que nelas habitam. Mas, o que fazer para que os equipamentos eletroeletrônicos de sua casa ou trabalho não queimem por causa de raios?

    A resposta é simples, porém, muitos não ainda não a conhecem. Para a proteção de equipamentos elétricos ou eletrônicos contra queimas causadas por raios, recomenda-se o uso de DPS – Dispositivos de Proteção contra Surtos.

    Os Surtos Elétricos são sobretensões transitórias, distúrbios cotidianos que ocorrem em nossa rede elétrica que podem danificar, diminuindo a vida útil de determinados aparelhos ou até mesmo queimá-los instantaneamente. São geralmente causados por descargas atmosféricas, mas também podem ser gerados pelo liga/desliga de grandes máquinas e quedas de energia provenientes de manobras de rede.

    ONDE COMPRAR DPS?

    A Clamper é líder de mercado no Brasil e referência internacional quando o assunto é DPS. Se você ainda não conhece os tipos e classes de DPS, entre em www.lojaclamper.com.br e veja as melhores opções para proteger os equipamentos de sua casa ou trabalho. Os produtos Clamper podem ser encontrados também nas maiores lojas de materiais elétricos do Brasil. Clique aqui e saiba qual é o estabelecimento mais próximo de você!

    0
    12 jan/17
    Os 10 DIFERENCIAIS que fazem do iCLAMPER Energia 5 o melhor de sua categoria

    Campeão de vendas e um dos mais populares produtos da Clamper, o iCLAMPER Energia 5 se destaca por ser muito mais do que um filtro de linha. Um DPS Classe III de alta performance, capaz de proteger equipamentos como TVs, computadores e até cinco (05) aparelhos eletroeletrônicos simultaneamente contra queimas e danos causados por surtos elétricos.

    Listamos os 10 diferenciais que fazem do iCLAMPER Energia 5 o melhor de sua categoria. Confira!

    1) DPS DE ALTA CAPACIDADE

    Dispositivo de Proteção contra Surtos Classe III, pertencente à Linha Residencial “Plugue e Use” da Clamper, com capacidade de dreno de corrente de 13.500 amperes. O iCLAMPER Energia 5 possui dois modos de proteção: Comum (entre fase e terra; neutro e terra); e Diferencial (entre fase e neutro, fase e fase). Apresenta tecnologia de proteção composta por Varistores de Óxido de Zinco (MOV) associados a dispositivos de desconexão térmica em caso de sobreaquecimento.

    2) FILTRO DE LINHA

    Além proteger aparelhos eletroeletrônicos contra Surtos Elétricos, o iCLAMPER Energia 5 é um filtro de linha Bivolt (127 V / 220 V) desenvolvido para garantir uma alta atenuação aos ruídos EMI (sinais eletromagnéticos) e RFI (radiofrequência), interferências que podem causar o mau funcionamento ou degradação da performance de equipamentos ao longo do tempo.

    3) PROTETOR CONTRA SOBRECORRENTE

    Proteção e segurança em primeiro lugar. O iCLAMPER Energia 5 possui chave microdisjuntora, que desarma ao detectar sobrecargas, curto-circuitos ou instalação de equipamentos com corrente superior à capacidade do aparelho. A chave ainda apresenta o indicador LED “Proteção Ativa”, com sinalização de energia presente.

    4) DURABILIDADE

    DPS + Filtro de Linha desenvolvido por especialistas, com o objetivo de proteger bens que são valiosos para o seu dia-a-dia. Para isso, o iCLAMPER Energia 5 dispõe de varistores de alta capacidade, com proteção térmica, o que garante uma vida útil muito superior ao produto. Os insumos utilizados em sua construção, como o invólucro em plástico antichamas, foram escolhidos com rigor, visando agregar mais resistência e robustez ao dispositivo.

    Esqueça as incômodas trocas de fusíveis. Enquanto a grande maioria dos filtros de linha são equipados com este tipo de dispositivo, o iCLAMPER Energia 5 possui a chave microdisjuntora, com funções ON/OFF/RESET. Ao detectar sobrecargas, a chave se desliga automaticamente protegendo seus aparelhos. Após eliminada a causa da sobrecarga, basta acionar o botão “Reset” e utilizar o produto normalmente. Além de manter a integridade de seus bens eletroeletrônicos, iCLAMPER Energia 5 é munido de tecnologia que o credencia a atuar por muito mais tempo e de maneira mais eficiente que as outras opções disponíveis no mercado.

    5) VERSATILIDADE E PRATICIDADE

    O iCLAMPER Energia 5 foi desenvolvido com mais espaçamento entre as tomadas, o que permite a conexão de equipamentos de diversos padrões e formatos. Além disso, o seu cabo de alimentação possui 1,5m – quase o dobro do comprimento da grande maioria dos produtos de sua categoria – o que agrega maior flexibilidade e praticidade para o uso em residências, escritórios, instituições de ensino, bibliotecas, laboratórios de informática e muitos outros.

    6) DESIGN

    Produto robusto, desenvolvido com materiais de alta qualidade e durabilidade. Mesmo com uma resistente constituição física, o iCLAMPER Energia 5 dispõe de acabamento fino e sofisticado, oferecendo uma agradável apresentação visual para o uso no dia-a-dia. Para atender da melhor forma as necessidades de cada cliente, o DPS + Filtro de Linha da Clamper é fabricado em duas versões: preta e branca.

    7) ECONOMIA

    Além de proteger equipamentos de alto valor contra os efeitos dos surtos elétricos, você não precisará se preocupar com a aquisição e reposição de fusíveis a cada caso de sobrecorrente ou curto-circuito na rede elétrica. Com o iCLAMPER Energia 5 você economiza tempo e dinheiro, contando com um produto que protege os seus aparelhos eletroeletrônicos sem necessitar de cuidados especiais com manutenção.

    8 ) FÁCIL ACESSO

    O iCLAMPER Energia 5 está presente nas gôndolas das mais conceituadas lojas de materiais elétricos do Brasil. Na internet, o produto pode ser adquirido diretamente na Loja Clamper (www.lojaclamper.com.br) e também em grandes redes de comércio varejista do país.

    9) GARANTIA

    Assim como todos os produtos desenvolvidos pela Clamper, o iCLAMPER Energia 5 oferece três (03) anos de garantia contra defeitos de fabricação e/ou falhas em componentes. Fator que demonstra a confiança na qualidade e eficiência deste DPS, que é um dos mais conhecidos e requisitados na categoria de Dispositivos de Proteção contra Surtos Classe III do Brasil.

    10) PROCEDÊNCIA

    Fabricado pela Clamper, empresa 100% brasileira, especialista em Dispositivos de Proteção contra Surtos, líder de mercado no nosso país e referência na pesquisa, desenvolvimento e fabricação de DPS. Empresa que além de exportar produtos para mais de 20 países, possui tecnologia certificada em diversos cantos do mundo, inclusive nos Estados Unidos.

    Mas, afinal, o que são os surtos elétricos?

    São distúrbios cotidianos na rede elétrica, que, sem a devida proteção, reduzem a vida útil, danificam e podem até mesmo causar a queima instantânea de aparelhos eletroeletrônicos. Esses picos de tensão podem surgir tanto pela rede elétrica, quanto por meio de linhas de dados (cabos de TV por assinatura ou de antena externa) ou até mesmo de linhas telefônicas.

    Os Surtos Elétricos costumam ser provocados por três tipos principais de situações: incidência direta ou indireta de raios; pelos conhecidos apagões na rede de energia (chaveamentos ou manobras de rede) ou também pelo ligamento e desligamento de grandes máquinas com motores elétricos, como elevadores, por exemplo.

    Muitos podem até não conhecer os termos “Surto Elétrico” ou “Sobretensão Transitória”. No entanto, grande parte da população está, diariamente, exposta aos efeitos destes distúrbios, correndo risco de sofrer prejuízos substanciais com danos em equipamentos munidos de tecnologia de ponta, que são, por sua vez, cada vez mais sensíveis e, geralmente, mais caros.  Em casa, no trabalho ou no meio de uma viagem. Basta que seu aparelho esteja conectado à tomada sem a devida proteção. Não vale a pena arriscar, não é mesmo?

    Como agem os Dispositivos de Proteção contra Surtos?

    Conhecidos pela sigla DPS, os Dispositivos de Proteção contra Surtos têm como função limitar as sobretensões e desviar as correntes de surto. De forma rápida e eficiente, o DPS detecta a aproximação do surto sendo conduzido pela rede elétrica, escoando-o para o sistema de aterramento. Desta forma, o dispositivo evita que o pico de tensão atinja os equipamentos eletroeletrônicos, o que poderia acarretar consequências devastadoras.

    Existem três classes de DPS:

    Classe I – Dispositivos com capacidade de corrente suficiente para drenar correntes parciais de um raio. É a proteção primária, utilizada em ambientes expostos a descargas atmosféricas diretas, como áreas urbanas periféricas ou áreas rurais.  Instalados nos quadros primários (QGBT) de distribuição.

    Classe II – Dispositivos com capacidade para drenar correntes induzidas que penetram nas edificações, ou seja, os efeitos indiretos de uma descarga atmosférica. Utilizados em áreas urbanas e instalados nos quadros secundários de distribuição.

    Classe III – Dispositivos destinados à proteção fina de equipamentos, instalados próximos aos equipamentos. São utilizados para proteção de equipamentos ligados à rede elétrica, à linha de dados e linhas telefônicas.

    DPS – Uma proteção completa para seus equipamentos

    O iCLAMPER Energia 5 é parte de uma solução de proteção contra surtos elétricos. Uma solução completa inclui proteções no quadro de distribuição, no padrão de energia, tomadas telefônicas, cabos de internet e TV. A Clamper possui uma completa Linha de Produtos para essas aplicações. Confira em www.lojaclamper.com.br

    1
    16 dez/16
    O que é DPS? Conheça os Dispositivos de Proteção contra Surtos e como eles protegem seus equipamentos contra queimas causadas por raios

    Dispositivos de proteção contra surtos (DPS) são equipamentos desenvolvidos com o objetivo de detectar sobretensões transitórias na rede elétrica e desviar as correntes de surto. Estes distúrbios, são mais comuns do que muitos imaginam, ocorrendo diariamente em ambientes residenciais, comerciais e industriais. Mas, como eles são gerados? E mais, que tipo de danos os surtos elétricos podem causar? Qual é a melhor proteção para os nossos equipamentos?

    Essas e várias outras dúvidas serão esclarecidas a seguir, de maneira simples e prática.  Siga conosco!

    O QUE É O SURTO ELÉTRICO?
    Surto elétrico é uma onda transitória de tensão, corrente ou potência que tem como característica uma elevada taxa de variação por um período curtíssimo de tempo.  Ele se propaga ao longo de sistemas elétricos e pode causar sérios danos aos equipamentos eletroeletrônicos.

    DE ONDE VEM O SURTO ELÉTRICO?
    Os surtos elétricos são normalmente causados por descargas atmosféricas, manobras de rede e liga/desliga de grandes máquinas. Saiba mais sobre cada tipo de situação:

    1.Descargas Atmosféricas
    Sempre que um raio cai, seja diretamente ou próximo à uma instalação / rede elétrica, são gerados surtos. Eles podem chegar até os aparelhos conectados às redes elétricas, linhas de dados, como internet e TV a Cabo e linhas telefônicas. A grande maioria dos surtos gerados por raios são ocasionados por descargas indiretas. Ou seja, mesmo que o raio caia a quilômetros de distância, essa incidência gera um campo eletromagnético que se irradia pelo ambiente e transfere uma parcela do raio ao encontrar condutores metálicos.

    2. Manobras de Rede
    Outra origem bastante comum do surto elétrico se dá quando companhias energéticas fazem chaveamentos ou manobras de redes, causando a interrupção na distribuição de energia em determinados bairros ou ruas. Não apenas os blecautes, conhecidos popularmente como apagões, mas também as tentativas de religamento são grandes fontes de distúrbios eletromagnéticos, incluindo o surto elétrico.

    3. Liga/Desliga de Máquinas
    O que a grande maioria das pessoas não sabe, é que os surtos elétricos acontecem de maneira cotidiana devido também ao ligar e desligar de grandes motores. Os surtos podem ser gerados tanto por elevadores em prédios comerciais e residenciais; quanto por equipamentos ainda mais comuns, como aparelhos ar-condicionado ou máquinas de lavar. Todas as vezes que são ligados e desligados, estes motores geram sobretensões transitórias que podem causar danos imediatos, à médio e longo prazo aos equipamentos conectados à mesma rede de energia.

    QUAIS DANOS OS SURTOS ELÉTRICOS PODEM CAUSAR?
    Os principais danos causados pelos surtos elétricos são a degradação de componentes; a diminuição de vida útil de equipamentos eletroeletrônicos e até mesmo a queima instantânea destes aparelhos. Como explicado acima, existem situações difíceis de se prever, como a queda de um raio; mas também cenários rotineiros, onde equipamentos de alta tecnologia e grande valor para o dia-a-dia, podem ser danificados causando prejuízos imensuráveis.

    QUEM ESTÁ EXPOSTO A ESTE TIPO DE PROBLEMA?
    Absolutamente todos os ambientes que possuam equipamentos conectados à rede elétrica ou linhas de dados, como telefonia, internet e TV estão expostos aos malefícios dos surtos elétricos. Temos exemplos em diversas esferas.
    Grandes companhias de energia sofrem diariamente com queimas de transformadores causadas por surtos elétricos. Empresas, indústrias e instituições dos mais variados portes e segmentos acumulam enormes prejuízos com reparo, manutenção e reposição de equipamentos eletroeletrônicos avariados pelos surtos elétricos.
    Da mesma forma, eu, que estou redigindo este artigo em meu laptop; e você, que está lendo em seu smartphone, computador ou tablet; estamos à mercê dos danos causados pelos surtos. Eles podem avariar equipamentos essenciais para o nosso dia-a-dia, como geladeiras, fogões, freezers, microondas, tvs, modems de internet, receptores de tv a cabo, câmeras de segurança, portões eletrônicos, interfones e muitos outros tipos de aparelhos.
    Claro, desde que não estejamos utilizando a proteção certa para este tipo de problema!

    O QUE É DPS? COMO ELES PROTEGEM OS EQUIPAMENTOS?
    Muito conhecida por profissionais do setor elétrico, como engenheiros, eletricistas e montadores de painéis, a sigla DPS, infelizmente, ainda não faz parte do vocabulário da grande maioria da população brasileira. Os Dispositivos de Proteção contra Surtos são equipamentos desenvolvidos para detectar a presença de sobretensões transitórias na rede e drená-las para o sistema de aterramento antes que atinjam os equipamentos eletroeletrônicos.

    Os Dispositivos de Proteção contra Surtos podem ser utilizados em diversas aplicações: em redes de distribuição de energia elétrica, para proteção de transformadores e luminárias urbanas; linhas de telecomunicações; tubulações de companhias de óleo e gás; painéis de energia solar fotovoltaica; quadros de distribuição de edificações comerciais/residenciais e até mesmo conectados às tomadas, acoplados aos equipamentos que desejamos proteger.

    Existem três classes de DPS:
    Classe I – Dispositivos com capacidade de corrente suficiente para drenar correntes parciais de um raio. É a proteção primária, utilizada em ambientes expostos a descargas atmosféricas diretas, como áreas urbanas periféricas ou áreas rurais.  Instalados nos quadros primários (QGBT) de distribuição.
    Classe II – Dispositivos com capacidade para drenar correntes induzidas que penetram nas edificações, ou seja, os efeitos indiretos de uma descarga atmosférica. Utilizados em áreas urbanas e instalados nos quadros secundários de distribuição.
    Classe III – Dispositivos destinados à proteção fina de equipamentos, instalados próximos aos equipamentos. São utilizados para proteção de equipamentos ligados à rede elétrica, à linha de dados e linhas telefônicas.

    QUAIS SÃO OS DPS MAIS VENDIDOS DO BRASIL?
    A Clamper, sediada em Lagoa Santa – MG, é pioneira na pesquisa, desenvolvimento, fabricação e comercialização de DPS no Brasil. Líder de mercado e referência mundial no segmento de proteção contra surtos, a empresa mineira oferece soluções customizadas para grandes companhias e uma completa linha de produtos para aplicação residencial, comercial e industrial. Os DPS da Clamper foram eleitos por especialistas do setor elétrico, os vencedores dos Prêmios Qualidade 2017 e Produtos do Ano 2016.

    ONDE EU POSSO COMPRAR DPS?
    Os Dispositivos de Proteção contra Surtos fabricados pela Clamper podem ser encontrados nas maiores redes de materiais elétricos do Brasil. Neste link, você pode conferir qual é a revenda autorizada mais próxima de sua casa. Na internet, você pode consultar os tipos de DPS mais adequados para a proteção de seus equipamentos e também adquiri-los, diretamente na Loja Clamper (www.lojaclamper.com.br).

    24
    20 out/16
    Clamper 25 Anos: Uma trajetória de desafios e conquistas

    Nas últimas décadas, o Brasil experimentou um crescimento da indústria de eletroeletrônicos que mudou a forma como empresas e pessoas passaram a lidar com a tecnologia. A produção, importação e comercialização de equipamentos de comunicação, segurança e transmissão de dados cresceram ao ponto de colocar o país em primeiro lugar na lista das nações com maior consumo de eletroeletrônicos portáteis do mundo em 2010.

    Paralelamente com este crescimento, surgia a necessidade de proteção para equipamentos: primeiramente os industriais, seguido dos aparelhos de uso doméstico e pessoal. No entanto, antes que este crescimento se tornasse realidade, o engenheiro eletricista Ailton Ricaldoni Lobo – então funcionário da Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG) – baseado em experiência e visão de futuro, iniciou sua trajetória na busca por oferecer ao mercado conhecimento e soluções em proteção contra surtos para equipamentos e sistemas eletroeletrônicos.

    Em 1991, surgia a Clamper. Indústria genuinamente brasileira, com sede em Lagoa Santa, focada em pesquisa, desenvolvimento e produção de Dispositivos de Proteção contra Surtos – DPS.

    Os surtos elétricos são sobretensões transitórias, distúrbios cotidianos na rede elétrica ocasionados por: incidência direta ou indireta de raios; liga e desliga de máquinas ou queda e religação de energia.

    A Clamper iniciou suas atividades numa época econômica muito delicada. As empresas, principalmente concessionárias de energia e telefonia, precisavam de parceiros que as auxiliassem na solução de problemas. Com o objetivo de criar produtos que atendessem a esta necessidade, a Clamper pautou sua atuação desde os primeiros passos. “Sempre tivemos o foco no desenvolvimento de produtos inovadores, com atenção aos detalhes e pensando em solucionar os problemas dos clientes com relação à proteção”, explica Ailton Ricaldoni Lobo.

    Ao comemorar 25 anos de existência, a Clamper celebra, também, o reconhecimento de todo o trabalho desenvolvido neste período. Líder de mercado no Brasil, a empresa já é vista como um importante player no mercado internacional. Hoje, os produtos Clamper são exportados para 15 países, com tecnologia certificada nos mais diversos cantos do mundo, inclusive nos Estados Unidos. Quando o assunto é DPS, a marca mineira figura entre as mais respeitadas na América Latina, África, América do Norte e Europa. Em 2012, foi inaugurada a Clamper México, com o intuito de assumir protagonismo na NAFTA (bloco econômico formado por Canadá, EUA e México, regido pelo tratado de livre comércio) e atender os países da América Central e Caribe.

    Sede da Clamper - Lagoa Santa - MG - Área de 10.000 m²

    Sede da Clamper - Lagoa Santa - MG - Área de 10.000 m²

    Apesar do crescimento e de dispor mais de 300 produtos disponíveis para o mercado, a Clamper ainda oferece aos clientes do setor corporativo a possibilidade de produzir equipamentos customizados de acordo com a necessidade de cada projeto. Os produtos destinados ao varejo também são desenvolvidos com base nas mudanças de comportamento das pessoas e em suas escolhas no dia-a-dia. É o caso da linha iCLAMPER Pocket: modelos de protetores compactos que podem ser levados facilmente no bolso ou bagagem de mão, desenvolvidos para atender a alta demanda por equipamentos pessoais móveis, como smartphones e tablets.

    A última pesquisa divulgada pelo IBGE, demonstra que este mercado cresceu mais de 35% nos últimos anos. Daí a necessidade de dispositivos que ofereçam proteção para os equipamentos. A funcionalidade dos modelos, aliada à tecnologia embutida, conferem ao produto um dos melhores custo/benefício da categoria. Basta comparar o valor médio de um smartphone, cerca de R$1500,00, com o preço do iCLAMPER Pocket 2P, R$29,90 (valor de venda na Loja Virtual da Clamper), para se ter ideia do reduzido investimento em relação ao benefício obtido com a proteção do equipamento.

    O mesmo raciocínio pode ser aplicado aos demais produtos oferecidos pela Clamper em relação ao custo dos equipamentos. Ainda segundo dados do IBGE, mais de 97% dos 67 milhões de domicílios brasileiros possuem aparelhos de televisão, em 40% deles são digitais e em 32% estão presentes sistemas de TV por assinatura. Quase 98% destes lares têm geladeira, enquanto equipamentos como máquina de lavar, computadores e telefones fazem parte da realidade de mais de 40 milhões de residências no Brasil. Todos estes bens eletrônicos e eletrodomésticos sofrem com danos causados, diariamente, pelos surtos elétricos.

    PERIGO, SURTO!

    Um dado importante coloca em perigo todo o investimento em tecnologia realizado pelos brasileiros nos últimos anos e aumenta a necessidade de investir, também, em proteção para estes equipamentos. O Brasil é o país com maior incidência de descargas atmosféricas no mundo, o que torna automaticamente, um dos locais que oferecem maior risco de queima imediata ou de diminuição de vida útil de aparelhos devido ao alto número de surtos elétricos. E, neste caso, também estão incluídos equipamentos corporativos e edificações.

    Graças ao trabalho realizado por órgãos competentes e por comitês técnicos, dos quais a Clamper participa, o estudo sobre surtos elétricos no Brasil evoluiu muito e promoveu a formatação de normas de proteção como a NBR5410 e, posteriormente a NBR5419 editadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Estas normas recomendam o uso de DPS em instalações, considerando não somente o índice de descargas elétricas, mas, também, a segurança para as edificações, equipamentos e vidas humanas.

    Em consonância com esta realidade, a Clamper investe constantemente no desenvolvimento de novos produtos, frutos de intenso processo de estudo. Anualmente, 10% do faturamento da empresa é empregado em projetos de pesquisa e inovação, realizados em parceria com universidades e institutos brasileiros.

    NOVOS INVESTIMENTOS EM ENERGIA

    A busca por novos desafios tem sido a marca registrada da Clamper em seus 25 anos. Com a missão de ser sinônimo de tranquilidade para empresas e pessoas no que se refere à proteção de seus equipamentos, o Grupo Clamper alça novos voos e investe em tecnologias para ampliar ainda mais a entrega aos clientes. É o caso da Nanum: empresa de nanotecnologia adquirida em 2008 junto a uma incubadora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Ela é especializada na pesquisa e comercialização de materiais nanoestruturados para transformação em produtos de alto valor agregado. “Na Nanum, estamos desenvolvendo um supercapacitor, com aplicação nas redes de energia elétrica, assim como em carros elétricos e nas próprias residências” destaca Ricaldoni.

    Atualmente, o Grupo Clamper lidera diversos projetos de pesquisa em energia renovável: geração de energia através de corrente marinha, geração através de biomassa, oleaginosas, lixo, energia solar fotovoltaica, energia eólica. Iniciativas grandiosas, como por exemplo, de biomassa e óleo vegetal, em que o Grupo conta com parcerias para o desenvolvimento de biorrefinarias no Brasil, destinadas à produção de Diesel Verde e Bioquerosene de aviação. Há também uma tecnologia de pirólise para produzir óleo vegetal e gás de síntese a partir de resíduos.

    UM OLHAR PARA O FUTURO

    Ailton Ricaldoni Lobo, ao analisar a trajetória da Clamper, sempre credita grande parte do sucesso à dedicação de seus colaboradores. “Temos um time que costumo chamar de cúmplices. São pessoas envolvidas com o espírito de inovação da Clamper e essenciais para nosso crescimento”, reconhece. Atualmente, a empresa conta com aproximadamente 200 funcionários que são escolhidos criteriosamente e recebem treinamento constante alinhado ao alto padrão de qualidade exigido pela empresa.

    Clamper - 25 Anos - Referência em DPS no Brasil

    Presidente e Fundador Ailton Ricaldoni discursa na Festa de 25 Anos da Clamper

    Para o presidente, chegar aos 25 anos é desejar muito mais. “Na Clamper, permanecemos muito atentos em relação a esse cenário de mudanças e transformações. Tanto na busca de alternativas para o nosso mercado atual, mas também no estudo de outros negócios paralelos e correlatos que possam, eventualmente, no futuro, substituir os produtos que hoje fabricamos. É um processo de criação permanente e constante busca por alternativas, novos produtos e novos mercados. O futuro nos trará grandes desafios. Estamos nos preparando para superá-los” finaliza.

    0