Youtube Twitter Facebook
Descrio Loja
Vitrine Blog

Blog Clamper

    16 dez/16

    O que é DPS? Conheça os Dispositivos de Proteção contra Surtos e como eles protegem seus equipamentos contra queimas causadas por raios

    O que é DPS? Conheça os Dispositivos de Proteção contra Surtos e como eles protegem seus equipamentos contra queimas causadas por raios

    Dispositivos de proteção contra surtos (DPS) são equipamentos desenvolvidos com o objetivo de detectar sobretensões transitórias na rede elétrica e desviar as correntes de surto. Estes distúrbios, são mais comuns do que muitos imaginam, ocorrendo diariamente em ambientes residenciais, comerciais e industriais. Mas, como eles são gerados? E mais, que tipo de danos os surtos elétricos podem causar? Qual é a melhor proteção para os nossos equipamentos?

    Essas e várias outras dúvidas serão esclarecidas a seguir, de maneira simples e prática.  Siga conosco!

    O QUE É O SURTO ELÉTRICO?
    Surto elétrico é uma onda transitória de tensão, corrente ou potência que tem como característica uma elevada taxa de variação por um período curtíssimo de tempo.  Ele se propaga ao longo de sistemas elétricos e pode causar sérios danos aos equipamentos eletroeletrônicos.

    DE ONDE VEM O SURTO ELÉTRICO?
    Os surtos elétricos são normalmente causados por descargas atmosféricas, manobras de rede e liga/desliga de grandes máquinas. Saiba mais sobre cada tipo de situação:

    1.Descargas Atmosféricas
    Sempre que um raio cai, seja diretamente ou próximo à uma instalação / rede elétrica, são gerados surtos. Eles podem chegar até os aparelhos conectados às redes elétricas, linhas de dados, como internet e TV a Cabo e linhas telefônicas. A grande maioria dos surtos gerados por raios são ocasionados por descargas indiretas. Ou seja, mesmo que o raio caia a quilômetros de distância, essa incidência gera um campo eletromagnético que se irradia pelo ambiente e transfere uma parcela do raio ao encontrar condutores metálicos.

    2. Manobras de Rede
    Outra origem bastante comum do surto elétrico se dá quando companhias energéticas fazem chaveamentos ou manobras de redes, causando a interrupção na distribuição de energia em determinados bairros ou ruas. Não apenas os blecautes, conhecidos popularmente como apagões, mas também as tentativas de religamento são grandes fontes de distúrbios eletromagnéticos, incluindo o surto elétrico.

    3. Liga/Desliga de Máquinas
    O que a grande maioria das pessoas não sabe, é que os surtos elétricos acontecem de maneira cotidiana devido também ao ligar e desligar de grandes motores. Os surtos podem ser gerados tanto por elevadores em prédios comerciais e residenciais; quanto por equipamentos ainda mais comuns, como aparelhos ar-condicionado ou máquinas de lavar. Todas as vezes que são ligados e desligados, estes motores geram sobretensões transitórias que podem causar danos imediatos, à médio e longo prazo aos equipamentos conectados à mesma rede de energia.

    QUAIS DANOS OS SURTOS ELÉTRICOS PODEM CAUSAR?
    Os principais danos causados pelos surtos elétricos são a degradação de componentes; a diminuição de vida útil de equipamentos eletroeletrônicos e até mesmo a queima instantânea destes aparelhos. Como explicado acima, existem situações difíceis de se prever, como a queda de um raio; mas também cenários rotineiros, onde equipamentos de alta tecnologia e grande valor para o dia-a-dia, podem ser danificados causando prejuízos imensuráveis.

    QUEM ESTÁ EXPOSTO A ESTE TIPO DE PROBLEMA?
    Absolutamente todos os ambientes que possuam equipamentos conectados à rede elétrica ou linhas de dados, como telefonia, internet e TV estão expostos aos malefícios dos surtos elétricos. Temos exemplos em diversas esferas.
    Grandes companhias de energia sofrem diariamente com queimas de transformadores causadas por surtos elétricos. Empresas, indústrias e instituições dos mais variados portes e segmentos acumulam enormes prejuízos com reparo, manutenção e reposição de equipamentos eletroeletrônicos avariados pelos surtos elétricos.
    Da mesma forma, eu, que estou redigindo este artigo em meu laptop; e você, que está lendo em seu smartphone, computador ou tablet; estamos à mercê dos danos causados pelos surtos. Eles podem avariar equipamentos essenciais para o nosso dia-a-dia, como geladeiras, fogões, freezers, microondas, tvs, modems de internet, receptores de tv a cabo, câmeras de segurança, portões eletrônicos, interfones e muitos outros tipos de aparelhos.
    Claro, desde que não estejamos utilizando a proteção certa para este tipo de problema!

    O QUE É DPS? COMO ELES PROTEGEM OS EQUIPAMENTOS?
    Muito conhecida por profissionais do setor elétrico, como engenheiros, eletricistas e montadores de painéis, a sigla DPS, infelizmente, ainda não faz parte do vocabulário da grande maioria da população brasileira. Os Dispositivos de Proteção contra Surtos são equipamentos desenvolvidos para detectar a presença de sobretensões transitórias na rede e drená-las para o sistema de aterramento antes que atinjam os equipamentos eletroeletrônicos.

    Os Dispositivos de Proteção contra Surtos podem ser utilizados em diversas aplicações: em redes de distribuição de energia elétrica, para proteção de transformadores e luminárias urbanas; linhas de telecomunicações; tubulações de companhias de óleo e gás; painéis de energia solar fotovoltaica; quadros de distribuição de edificações comerciais/residenciais e até mesmo conectados às tomadas, acoplados aos equipamentos que desejamos proteger.

    Existem três classes de DPS:
    Classe I – Dispositivos com capacidade de corrente suficiente para drenar correntes parciais de um raio. É a proteção primária, utilizada em ambientes expostos a descargas atmosféricas diretas, como áreas urbanas periféricas ou áreas rurais.  Instalados nos quadros primários (QGBT) de distribuição.
    Classe II – Dispositivos com capacidade para drenar correntes induzidas que penetram nas edificações, ou seja, os efeitos indiretos de uma descarga atmosférica. Utilizados em áreas urbanas e instalados nos quadros secundários de distribuição.
    Classe III – Dispositivos destinados à proteção fina de equipamentos, instalados próximos aos equipamentos. São utilizados para proteção de equipamentos ligados à rede elétrica, à linha de dados e linhas telefônicas.

    QUAIS SÃO OS DPS MAIS VENDIDOS DO BRASIL?
    A Clamper, sediada em Lagoa Santa – MG, é pioneira na pesquisa, desenvolvimento, fabricação e comercialização de DPS no Brasil. Líder de mercado e referência mundial no segmento de proteção contra surtos, a empresa mineira oferece soluções customizadas para grandes companhias e uma completa linha de produtos para aplicação residencial, comercial e industrial. Os DPS da Clamper foram eleitos por especialistas do setor elétrico, os vencedores dos Prêmios Qualidade 2017 e Produtos do Ano 2016.

    ONDE EU POSSO COMPRAR DPS?
    Os Dispositivos de Proteção contra Surtos fabricados pela Clamper podem ser encontrados nas maiores redes de materiais elétricos do Brasil. Neste link, você pode conferir qual é a revenda autorizada mais próxima de sua casa. Na internet, você pode consultar os tipos de DPS mais adequados para a proteção de seus equipamentos e também adquiri-los, diretamente na Loja Clamper (www.lojaclamper.com.br).

    28
    09 dez/16

    Alunos do SENAI de Barão de Cocais visitam sede da Clamper

    Alunos do SENAI de Barão de Cocais visitam sede da Clamper

    Estiveram na tarde de hoje (09/12),  na sede da Clamper, alunos do Curso Técnico de Eletroeletrônica do SENAI do município de Barão de Cocais. Os jovens viajaram por volta de duas horas para conhecerem de perto a empresa líder do mercado de DPS no Brasil.

    A programação da visita técnica teve início com a Palestra sobre Dispositivos de Proteção contra Surtos, ministrada pelo Engenheiro Eletricista do Suporte Técnico da Clamper, Diogo Xavier. Nela, foram apresentadas as características, as origens dos surtos elétricos e também os dispositivos desenvolvidos especialmente para proteção contra os malefícios deste tipo de distúrbio. Os alunos puderam também compreender as normas que regulamentam as especificações dos DPS, assim como esquemas e recomendações para o seu uso.

    DPS Clamper - Alunos de Barão de Cocais - MG visitam sede da Clamper

    Alunos do SENAI de Barão de Cocais - MG visitam sede da Clamper

    Num segundo momento, a turma de futuros técnicos em eletroeletrônica conheceu as linhas de Produtos Clamper; com exemplos de aplicação nos mais variados setores (industrial, comercial, residencial). Os jovens manusearam Dispositivos de Proteção contra Surtos de Classe I, Classe II e Classe III, desenvolvidos para instalação em quadros de energia e também próxima aos equipamentos eletroeletrônicos que tanto precisam deste tipo de proteção.

    Uma visita repleta de teoria, mas que também proporcionou a experiência singular de conferir de perto os processos de produção dos dispositivos, desde a etapa de pesquisa até mesmo a montagem dos produtos. Acompanhados pelo engenheiro do setor de P&D da Clamper, Douglas Lara, os alunos participaram de atividades realizadas no Laboratório de Testes, que possui infraestrutura e tecnologia capaz de simular os efeitos de um raio nos DPS e aparelhos eletroeletrônicos. Por fim, puderam conhecer a rotina do setor de Produção, onde os equipamentos são fabricados. As principais etapas da elaboração dos DPS foram esclarecidas pelo gerente industrial da Clamper, Roberto Melo.

    VISITAS TÉCNICAS / PALESTRAS / TREINAMENTOS
    A Clamper mantém as portas abertas para contatos com instituições de ensino (superior e técnico) que possuam interesse no segmento de proteção contra surtos. Contato: marketing@clamper.com.br

    0
    01 nov/16

    Clamper e SINELTEPAR promovem treinamentos sobre DPS em Curitiba

    Clamper e SINELTEPAR promovem treinamentos sobre DPS em Curitiba

    Nos dias 16 e 17 de Novembro, o Sindicato das Empresas de Eletricidade, Gás, Água, Obras e Serviços do Estado do Paraná (SINELTEPAR) sediará uma programação especial para engenheiros e eletricistas de Curitiba e região. Em parceria com a Clamper, empresa especialista em Dispositivos de Proteção contra Surtos, serão promovidos treinamentos e palestras sobre DPS.

    O Engenheiro Eletricista Diogo Xavier, do Suporte Técnico da Clamper, será o responsável pela apresentação do conteúdo sobre proteção contra surtos elétricos. São aguardados aproximadamente 100 profissionais para a participação nos dois dias de eventos.

    Treinamento sobre DPS em Curitiba / PR - Clamper: especialista em DPS

    Diogo Xavier (Suporte Técnico da Clamper) ministra Treinamento sobre DPS em Curitiba - PR

    SERVIÇO
    Inscrições Gratuitas
    Prazo inscrição: até 11 de Novembro
    Contato: Marisa
    E-mail: pedagoga@sineltepar.com.br
    Telefone: (41) 30750960

    16 de Novembro – Treinamento direcionado à Eletricistas
    Horário: 19h às 21h
    Local: Sineltepar
    Endereço: R. Coronel Izaltino Pinho, 437. Fanny, Curitiba
    Estacionamento gratuito

    Parceiros

    17 de Novembro – Palestra direcionada à Engenheiros
    Sineltepar: http://www.sineltepar.org.br/
    Horário: 19:00 às 21:00hs
    Local: Sineltepar Sindicato das Empresas de Eletricidade, Gás, Água, Obras e Serviços do Estado do Paraná
    Endereço: Rua Coronel Izaltino Pinho, 437 – Fanny – Curitiba
    Estacionamento gratuito

    0
    28 out/16

    Clamper recebe o Prêmio Fornecedores Cemig 2016

    Clamper recebe o Prêmio Fornecedores Cemig 2016

    Clamper recebe da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), pelo 7º ano consecutivo, o “Atestado de Suprimento Assegurado de Material”, pelo cumprimento dos requisitos que garantem a eficiência dos controles de qualidade dos processos de produção.

    O prêmio, que avalia também as políticas de Saúde e Segurança do Trabalho e de Responsabilidade Socioambiental exigidas dos fornecedores da concessionária, permitirá o fornecimento de material à Cemig até Julho de 2017, sem necessidade de inspeção prévia.

    Diretor Industrial Wagner Barbosa (4° - Esq/Dir) representa a Clamper na cerimônia de premiação

    Na cerimônia de premiação a Clamper foi representada pelo seu diretor industrial, Wagner Barbosa, que subiu ao palco para receber as homenagens. O Prêmio Fornecedores Cemig é resultado da eficácia garantida pelos Dispositivos de Proteção contra Surtos desenvolvidos pela Clamper e pelo comprometimento da empresa com a qualidade dos produtos e serviços oferecidos no mercado.

    Anderson Neves Cortez, Superintendente de Suprimentos, Material, Logística e Serviços da Cemig, foi o responsável pela entrega dos certificados aos fornecedores. Cortez, esteve presente também no evento comemorativo do jubileu de prata da Clamper, como representante da companhia energética. Confira, no vídeo abaixo, seu depoimento sobre a parceria entre Clamper e Cemig ao longo dos últimos 25 anos.

    0
    27 out/16

    Prêmio Minas Desempenho Empresarial 2016 homenageia Clamper

    Prêmio Minas Desempenho Empresarial 2016 homenageia Clamper

    As empresas que mais se destacaram em Minas Gerais foram agraciadas, na noite de ontem (26), pelo Prêmio Minas Desempenho Empresarial. A Clamper, referência mundial no desenvolvimento de DPS – Dispositivos de Proteção contra Surtos, foi homenageada na Categoria Tradição e Perpetuidade.

    Realizada no Espaço Institucional da ACMinas – Associação Comercial e Empresarial de Minas, em Belo Horizonte, a edição 2015/2016 do Prêmio Minas Desempenho Empresarial contou com a presença de 350 convidados. Dentre eles, esteve presente para receber o Prêmio, o Fundador e Presidente da Clamper, Ailton Ricaldoni Lobo.

    Clamper - Prêmio Minas Desenvolvimento Empresarial 2016
    Lindolfo Paolielo, Ailton Ricaldoni Lobo e Carlos Alberto T. Oliveira –  Prêmio Minas Desenvolvimento Empresarial 2016

    ” É um enorme prazer contribuir para a economia e desenvolvimento do nosso estado. Agradeço imensamente pelo reconhecimento e gostaria de ressaltar que sempre acreditamos na força e potencial de Minas Gerais. A Clamper nasceu em Belo Horizonte e está sediada em Lagoa Santa há 14 anos. Estamos inseridos na comunidade e participamos das suas atividades com muita honra. Da mesma forma, em cada viagem da Clamper ao exterior carregamos com orgulho a bandeira do nosso estado, representando Minas Gerais com muita responsabilidade” destaca Ricaldoni.

    O Prêmio Minas Desempenho Empresarial teve como critério técnico as informações e dados contidos na XX Ranking de Empresas Mineiras, onde mais de 600 instituições foram avaliadas em termos de: agregação de valor; inovação; expansão de vendas; integração nacional e internacional; governança corporativa; competitividade e produtividade; transparência; geração de renda e emprego, entre muitos outros.

    0
    20 out/16

    Clamper 25 Anos: Uma trajetória de desafios e conquistas

    Clamper 25 Anos: Uma trajetória de desafios e conquistas

    Nas últimas décadas, o Brasil experimentou um crescimento da indústria de eletroeletrônicos que mudou a forma como empresas e pessoas passaram a lidar com a tecnologia. A produção, importação e comercialização de equipamentos de comunicação, segurança e transmissão de dados cresceram ao ponto de colocar o país em primeiro lugar na lista das nações com maior consumo de eletroeletrônicos portáteis do mundo em 2010.

    Paralelamente com este crescimento, surgia a necessidade de proteção para equipamentos: primeiramente os industriais, seguido dos aparelhos de uso doméstico e pessoal. No entanto, antes que este crescimento se tornasse realidade, o engenheiro eletricista Ailton Ricaldoni Lobo – então funcionário da Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG) – baseado em experiência e visão de futuro, iniciou sua trajetória na busca por oferecer ao mercado conhecimento e soluções em proteção contra surtos para equipamentos e sistemas eletroeletrônicos.

    Em 1991, surgia a Clamper. Indústria genuinamente brasileira, com sede em Lagoa Santa, focada em pesquisa, desenvolvimento e produção de Dispositivos de Proteção contra Surtos – DPS.

    Os surtos elétricos são sobretensões transitórias, distúrbios cotidianos na rede elétrica ocasionados por: incidência direta ou indireta de raios; liga e desliga de máquinas ou queda e religação de energia.

    A Clamper iniciou suas atividades numa época econômica muito delicada. As empresas, principalmente concessionárias de energia e telefonia, precisavam de parceiros que as auxiliassem na solução de problemas. Com o objetivo de criar produtos que atendessem a esta necessidade, a Clamper pautou sua atuação desde os primeiros passos. “Sempre tivemos o foco no desenvolvimento de produtos inovadores, com atenção aos detalhes e pensando em solucionar os problemas dos clientes com relação à proteção”, explica Ailton Ricaldoni Lobo.

    Ao comemorar 25 anos de existência, a Clamper celebra, também, o reconhecimento de todo o trabalho desenvolvido neste período. Líder de mercado no Brasil, a empresa já é vista como um importante player no mercado internacional. Hoje, os produtos Clamper são exportados para 15 países, com tecnologia certificada nos mais diversos cantos do mundo, inclusive nos Estados Unidos. Quando o assunto é DPS, a marca mineira figura entre as mais respeitadas na América Latina, África, América do Norte e Europa. Em 2012, foi inaugurada a Clamper México, com o intuito de assumir protagonismo na NAFTA (bloco econômico formado por Canadá, EUA e México, regido pelo tratado de livre comércio) e atender os países da América Central e Caribe.

    Sede da Clamper - Lagoa Santa - MG - Área de 10.000 m²

    Sede da Clamper - Lagoa Santa - MG - Área de 10.000 m²

    Apesar do crescimento e de dispor mais de 300 produtos disponíveis para o mercado, a Clamper ainda oferece aos clientes do setor corporativo a possibilidade de produzir equipamentos customizados de acordo com a necessidade de cada projeto. Os produtos destinados ao varejo também são desenvolvidos com base nas mudanças de comportamento das pessoas e em suas escolhas no dia-a-dia. É o caso da linha iCLAMPER Pocket: modelos de protetores compactos que podem ser levados facilmente no bolso ou bagagem de mão, desenvolvidos para atender a alta demanda por equipamentos pessoais móveis, como smartphones e tablets.

    A última pesquisa divulgada pelo IBGE, demonstra que este mercado cresceu mais de 35% nos últimos anos. Daí a necessidade de dispositivos que ofereçam proteção para os equipamentos. A funcionalidade dos modelos, aliada à tecnologia embutida, conferem ao produto um dos melhores custo/benefício da categoria. Basta comparar o valor médio de um smartphone, cerca de R$1500,00, com o preço do iCLAMPER Pocket 2P, R$29,90 (valor de venda na Loja Virtual da Clamper), para se ter ideia do reduzido investimento em relação ao benefício obtido com a proteção do equipamento.

    O mesmo raciocínio pode ser aplicado aos demais produtos oferecidos pela Clamper em relação ao custo dos equipamentos. Ainda segundo dados do IBGE, mais de 97% dos 67 milhões de domicílios brasileiros possuem aparelhos de televisão, em 40% deles são digitais e em 32% estão presentes sistemas de TV por assinatura. Quase 98% destes lares têm geladeira, enquanto equipamentos como máquina de lavar, computadores e telefones fazem parte da realidade de mais de 40 milhões de residências no Brasil. Todos estes bens eletrônicos e eletrodomésticos sofrem com danos causados, diariamente, pelos surtos elétricos.

    PERIGO, SURTO!

    Um dado importante coloca em perigo todo o investimento em tecnologia realizado pelos brasileiros nos últimos anos e aumenta a necessidade de investir, também, em proteção para estes equipamentos. O Brasil é o país com maior incidência de descargas atmosféricas no mundo, o que torna automaticamente, um dos locais que oferecem maior risco de queima imediata ou de diminuição de vida útil de aparelhos devido ao alto número de surtos elétricos. E, neste caso, também estão incluídos equipamentos corporativos e edificações.

    Graças ao trabalho realizado por órgãos competentes e por comitês técnicos, dos quais a Clamper participa, o estudo sobre surtos elétricos no Brasil evoluiu muito e promoveu a formatação de normas de proteção como a NBR5410 e, posteriormente a NBR5419 editadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Estas normas recomendam o uso de DPS em instalações, considerando não somente o índice de descargas elétricas, mas, também, a segurança para as edificações, equipamentos e vidas humanas.

    Em consonância com esta realidade, a Clamper investe constantemente no desenvolvimento de novos produtos, frutos de intenso processo de estudo. Anualmente, 10% do faturamento da empresa é empregado em projetos de pesquisa e inovação, realizados em parceria com universidades e institutos brasileiros.

    NOVOS INVESTIMENTOS EM ENERGIA

    A busca por novos desafios tem sido a marca registrada da Clamper em seus 25 anos. Com a missão de ser sinônimo de tranquilidade para empresas e pessoas no que se refere à proteção de seus equipamentos, o Grupo Clamper alça novos voos e investe em tecnologias para ampliar ainda mais a entrega aos clientes. É o caso da Nanum: empresa de nanotecnologia adquirida em 2008 junto a uma incubadora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Ela é especializada na pesquisa e comercialização de materiais nanoestruturados para transformação em produtos de alto valor agregado. “Na Nanum, estamos desenvolvendo um supercapacitor, com aplicação nas redes de energia elétrica, assim como em carros elétricos e nas próprias residências” destaca Ricaldoni.

    Atualmente, o Grupo Clamper lidera diversos projetos de pesquisa em energia renovável: geração de energia através de corrente marinha, geração através de biomassa, oleaginosas, lixo, energia solar fotovoltaica, energia eólica. Iniciativas grandiosas, como por exemplo, de biomassa e óleo vegetal, em que o Grupo conta com parcerias para o desenvolvimento de biorrefinarias no Brasil, destinadas à produção de Diesel Verde e Bioquerosene de aviação. Há também uma tecnologia de pirólise para produzir óleo vegetal e gás de síntese a partir de resíduos.

    UM OLHAR PARA O FUTURO

    Ailton Ricaldoni Lobo, ao analisar a trajetória da Clamper, sempre credita grande parte do sucesso à dedicação de seus colaboradores. “Temos um time que costumo chamar de cúmplices. São pessoas envolvidas com o espírito de inovação da Clamper e essenciais para nosso crescimento”, reconhece. Atualmente, a empresa conta com aproximadamente 200 funcionários que são escolhidos criteriosamente e recebem treinamento constante alinhado ao alto padrão de qualidade exigido pela empresa.

    Clamper - 25 Anos - Referência em DPS no Brasil

    Presidente e Fundador Ailton Ricaldoni discursa na Festa de 25 Anos da Clamper

    Para o presidente, chegar aos 25 anos é desejar muito mais. “Na Clamper, permanecemos muito atentos em relação a esse cenário de mudanças e transformações. Tanto na busca de alternativas para o nosso mercado atual, mas também no estudo de outros negócios paralelos e correlatos que possam, eventualmente, no futuro, substituir os produtos que hoje fabricamos. É um processo de criação permanente e constante busca por alternativas, novos produtos e novos mercados. O futuro nos trará grandes desafios. Estamos nos preparando para superá-los” finaliza.

    0